O Galardão Qualidade de Ouro, criado e desenvolvido pela Quercus e já com varios anos de existência, passa a considerar também episódios de interdição de praia ocorridos no ano anterior, uma vez que estes eventos demonstram circunstâncias de qualidade de água balnear descontínua.

A Quercus tem vindo a assistir e a acompanhar o trabalho que se tem desenvolvido no âmbito do tratamento de águas residuais, sendo que foi com muita preocupação que em 2018 constatou um elevado número de ocorrências/avisos de desaconselhamento da prática balnear, proibição da prática balnear e/ou interdição temporária.

Esta avaliação efetuada pela Quercus, não envolve qualquer processo de candidatura, ao basear-se apenas na qualidade da água das praias, continua a ser mais exigente neste aspeto em específico, incluindo todas as águas balneares. A informação utilizada é a informação pública oficial disponibilizada pela Agência Portuguesa do Ambiente, tendo apenas em consideração as análises efetuadas nos laboratórios das diferentes Administrações Regionais Hidrográficas.

Para a época balnear de 2022, Quercus identifica 440 praias com qualidade de ouro em Portugal, mias 47 do que em 2021.

Das 440 praias galardoadas em 2022, 359 são costeiras, 72 interiores e 9 de transição, distribuindo-­se regionalmente de acordo com o gráfico abaixo

 

Analisando por regiões, verifica-‐se que a Região Tejo e Oeste voltou a registar o maior número de praias galardoadas (103), seguida da Região do Algarve (86) e da Região Norte (78). Nas Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira verificou-­se uma subida de 12 e 5 praias galardoadas, o que representa uma subida percentual de 28% e 17%, respetivamente.
A Região do Alentejo registou também uma subida significativa, de 26%.

De acordo com os critérios definidos em 2022, para receber a classificação de “Praia com Qualidade de Ouro”, a água balnear tem de respeitar os seguintes critérios:
• Qualidade da água excelente nas últimas quatro épocas balneares de 2017 a 2020(*);
• Todas as análises realizadas na última época balnear (2021) deverão ter apresentado resultados melhores que os valores definidos para o percentil 95 do anexo I da Diretiva relativa às águas balneares; isto é, para águas costeiras e de transição, todas as análises deverão apresentar valores inferiores a 100ufc/100ml para os Enterococos intestinais e inferiores a 250ufc/100ml para a Escherichia Coli, e para águas interiores, 200ufc/100ml e 500ufc/100ml, respetivamente;

• Na última época balnear (2021), não poderá ter ocorrido qualquer tipo de ocorrência/aviso de desaconselhamento da prática balnear, proibição da prática balnear e/ou interdição temporária da
praia.

Esta avaliação baseia-­se na informação pública oficial disponível, tendo apenas em consideração as análises efetuadas nos laboratórios das diferentes Administrações Regionais Hidrográficas.

O Município da Nazaré tem o galardão qualidade de Ouro nas suas praias balneares da Praia da Nazaré e Praia do Salgado, o que demonstra a preocupação ambiental e o cuidado com a qualidade das águas balneares.

A Praia do Norte, sendo a sua primeira época balnear, não tem resultados oficiais que a permitam obter o galardão, mas pelo histórico de analises, não temos duvidas que se juntará á lista, muito em breve.